Aquecer

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Que seja agua quente sanitária (AQS) ou aquecimento temos a um momento determinado do projeto de escolher como produzir o calor do seu conforto. Nessa matéria tem novamente uma tralha de possibilidades onde não é fácil fazer uma escolha, particularmente se for mal aconselhado.

Na maioria dos casos a produção de calor escolhe-se consoante a energia disponível no local e a configuração do local, (casa ou apartamento) aproveitando a energia gratuita disponível e completar com diversas fontes.
Para agua quente sanitária temos os painéis solares que também podem ser utilizados para aquecer ou pré-aquecer piscinas e aquecimentos centrais em períodos de meia-estação, ou seja quando há um pouco de sol em período invernal.

Vamos então aqui falar do que diz respeito ao aquecimento central, no qual diversos meios se oferecem ao cliente.

Apartamentos

Na maioria dos casos recorremos a caldeiras a gás natural que são as mais adaptadas a esses locais, limpas e silenciosas, podem ser instaladas com uma conduta de extração dos gases de combustão ou podem ser estanques e assegurar elas mesmas a ventilação necessária a combustão do gás, rejeitando os gases de combustão diretamente na fachada, neste último caso não necessitam conduta de extração.

Dos nossos dias já começamos a encontrar caldeiras murais a gasóleo que funcionam de mesma maneira que as caldeiras a gás, mas estas apresentam o inconveniente de serem menos silenciosas, mais sujas e necessitam um local para armazenar o combustível, o que lhe confere  um bom numero de inconvenientes.

Com todos estes contratempos, penso que a caldeira mural a gasóleo nunca será bem democratizada, apesar dos grandes progressos que foram feitos estes últimos anos em matéria de queimadores. Aproveito mesmo para dizer que um grande fabricante de queimadores encontrou recentemente o meio de construir um queimador a gasóleo com chama modulada, idêntico aos queimadores gás, (os profissionais sabem do que falo).

Em certas configurações é possível recorrer a bombas de calor ser existirem locais adequados para receberem as unidades exteriores.

Ou lareiras, conforme à existência de condutos de extração de fumos adequados para esse efeito e nesse caso pode-se aproveitar essas possibilidades para pré-aquecer pelo menos uma parte do local e completar com radiadores elétricos.

Casas individuais

Neste tipo de habitação temos um pouco mais de liberdade, para instalar geralmente a produção bem queremos na condição de respeitar-mos os vizinhos, no que diz respeito a barulho das unidades de produção exteriores das bombas de calor, ou ainda com fumos ou cheiros devidamente a combustão de lenha ou outros.

No que diz respeito a caldeiras já temos mais liberdade para instalar sistemas mais potentes (caldeiras de chão) mesmo que o gás natural não esteja disponível podemos recorrer ao gás propano ou gasóleo. As condições de extração dos gases de combustão são idênticas as caldeiras murais.

Casas individuais com lareira ou recuperador

Neste caso é possível recuperar a energia da lareira ou recuperador para a transformar em energia de aquecimento, para se fazer é preciso alguns componentes adicionais que permitem de fazer essa transformação.

Cilindro com serpentina integrada para preparar agua quente sanitária, e radiadores ou piso radiante para fazer aquecimento…

Penso que é tecnologia existe mas  Portugal esta bastante atrasado no que diz respeito a recuperar este tipo de energias..

Em todos os tipos de fogos, abertos ou fechados que podem continuar de queimar, em caso de avaria dos circuladores ou corte de corrente, é indispensável de instalar uma válvula de segurança térmica que injete agua fria no sistema para arrefecer a câmara de combustão.Ver detalhes da válvula térmica aqui nesta pagina.  Clique nas imagens para ver mais em detalhe….

Exemplo do que se faz em geral

Exemplo de valorização do calor extraído da conduta dos fumos


Aqui a seguir, encontramos um esquema daquilo que deveria ser feito na totalidade das instalações, a agua produzida pelo recuperador é armazenada num cilindro de armazenamento e enviada para as diferentes instalações logo de seja necessário, a válvula de mistura na ida para radiadores permite de extrair do cilindro de armazenamento, somente a energia realmente necessária para aquecimento. Com este sistema acabou-se aquele alcatrão que se agarra as paredes do seu recuperador. Acabou-se também os radiadores extremamente quentes que queimam ao tocá-los.

Bombas de calor:

Ar – Ar, é o que chamamos climatização, a bomba de calor recicla o ar de sua casa para o aquecer ou arrefecer consoante a temperatura. Tem o inconveniente de ter uma unidade central barulhenta e de secar demasiadamente  o ar dentro do local, tornando-o seco demais causando diversos desconfortos respiratórios.

Ar – Agua, igualmente a precedente, a bomba de calor tem uma unidade exterior que pode ser barulhenta, mais o meio de difusão é diferente. O calor ou frio vai ser distribuído dentro do local por meio de um piso radiante ou pelos radiadores. Mais

Piso radiante

Sabendo que o piso radiante é dos nossos dias a fonte de conforto mais suave que seja em aquecimento ou arrefecimento, para além disso em modo calor pode ser alimentado por diversas fontes de calor, com uma realização bem feita talvez seja o mais barato a utilização.

Também é possível fazer muros radiantes ou tetos radiantes, admito que os pisos são os mais correntes, mas para arrefecimento eu estou convencido que os tetos radiantes seriam mais eficientes. Mais

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail